sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

TESTEMUNHOS

Nos braços de sua nova família - Shila

TESTEMUNHOS
Meu nome é Shila (Kumari). Eu nasci em Lago Bardiya Rara. Hoje tenho 15 anos de idade. Há 8 membros na casa dos meus pais e eu sou a terceira filha deles. Um dia, o meu amigo da escola me convidou para ir para igreja e eu fui com ele. Na igreja eu vi pessoas cantando e ouvi a palavra de Deus. No final do culto o pastor me perguntou o que eu havia sentido durante o culto e eu respondi a ele que eu tinha gostado muito e pedi a ele para aceitar Jesus como o salvador da minha vida. Em casa eu relatei aos meus pais sobre tudo que havia acontecido, mas eles gritaram comigo e me disseram que eu tinha ferido a eles ao ponto de matá-los com a decisão de ser uma cristã. Eles me proibiram de ir à igreja. Quando eu tentava ir para a igreja eles me mordiam e ás vezes me torturava. Mesmo assim eu adorava a Deus e ia à igreja freqüentemente, porque eu tinha me apaixonado por Jesus. Meu pai costumava esperar a minha voltar para me morder. Assim, eu voltava para a casa com medo. Minha mãe disse que as torturas iriam continuar. Então, eu ameacei meus pais dizendo que eu ia fugir casa, pois não deixaria o meu Deus. Depois disso eu passei a sempre ir com meu amigo para igreja.

Um dia meu pai adoeceu. Nós o levamos para o hospital e ele tomou remédio, mas nada aconteceu. Então, nós vendemos a nossa terra e emprestamos dinheiro dos nossos inquilinos para pagar o tratamento, mas ele não melhorava. Nossos inquilinos pediram o dinheiro de volta, mas nós não tínhamos o dinheiro para paga-los. Ficamos muito pobres. Eu estava tão preocupada com a minha família! Eu orava e chorava muito diante de Deus para que ele curasse o meu pai de acordo com a vontade dele.

Um dia, um enquanto eu estava voltando da escola um amigo meu da aldeia me disse que eu deveria ir para um país estrangeiro para ganhar dinheiro. Eu estava pronta para ir, mas precisava conversar com os meus pais primeiro. Eles não queriam que eu fosse porque não queriam me perder, mas finalmente concordaram. Eu preparei todos os meus documentos e o meu passaporte e fui com aquele rapaz para Déli na Índia. Eu trabalhei lá por um tempo com algumas pessoas, mas elas começaram a me odiar e gritar comigo. Eles não me davam comida o suficiente e não me davam o meu salário também.

Então, eu decidi buscar trabalho melhor no Kuwait. Porém, no aeroporto a polícia chegou e encontrou algo de errado comigo. Na minha cidadania a minha idade era de 18 anos, mas no meu passaporte minha idade era de 22 (minha idade real era 15). Então eu descobri que na quando fizeram o meu passaporte na minha aldeia no Nepal, eles mudaram a minha idade. A polícia me levou para a delegacia e me interrogou. Eles me falaram que eu precisava ficar lá alguns dias, mas me colocaram na cadeia. Lá eu fui maltratada. Eles me obrigavam a lavar todas as panelas da prisão, se eu não os obedecesse eu era espancada. Durante este tempo eu clamei muito pelo meu Salvador e orei muito para que Deus me perdoasse. Eu fiquei presa por um mês e meio. Junto comigo tinha outra menina, eles abusaram sexualmente dela, mas eu não fui tocada. Um dia eu fui liberada. Fiquei muito feliz e agradeci ao meu Senhor! Um advogado me levou para a embaixada do Nepal em Déli onde eu fiquei cinco dias antes deles me mandarem de volta para o Nepal. Lá eu fui abrigada pela casa das Meninas dos olhos de Deus e hoje faço parte desta família. Essa organização é muito boa para mim. Eu estudo aqui, tenho muitos amigos e sou muito feliz. Que Deus abençoe esta organização e as pessoas no Brasil que ajudam a sustentá-la.

BY CANTINHO DO BOG 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails